Slider

1 de jul de 2019

Personal Brand

Fonte da imagem: Unsplash

Olá! 

Hoje inicio uma série no blog de empreendedorismo digital.

Independentemente de sua idade ou estilo de vida, se você utiliza redes sociais você tem uma marca.

Mas, como ter sua marca registrada? 

A dica é: seja autêntico! O principal ponto é ser você mesmo.

Muitos se inspiram em outros e acabam não conseguindo passar quem realmente são. As pessoas querem saber mais sobre você. Isso cria um relacionamento com seu público. Acredite, sua essência é legal.

Tente passar através das suas redes sociais e de seu conteúdo quem realmente é você. Passando sinceridade sobre quem é você. Dessa forma passa credibilidade para seu público. Fazendo com que as pessoas realmente queiram te acompanhar. Isso fará você ter uma identidade forte.

Para isso você precisa se auto conhecer, procurando saber no que é bom. Por isso venho com um exercico para fazer. Pegue uma folha de papel e escreva os seguintes pontos:
- Quais suas qualidades?
- Quais assuntos mais interessam a você?
- O que você gosta de fazer no seu tempo livre?
- Quais o assuntos você adora conversar sobre?
- Se não existisse dinheiro, o que você gostaria de fazer por prazer?
Pergunta também paras seus amigos quais os assuntos que eles mais gostam de conversar com você. 

Dessa forma terá uma visão melhor no que é bom. Se é em moda, decoração, games, estilo de vida saudável, maquiagem, esporte... Podendo focar em um nicho e criar uma marca.

Entender sobre você e qual mensagem quer passar para seu público.

Nenhum estilo nasce pronto. Com o tempo vai compreendendo, criando e moldando nosso estilo.  Procure se expressar da maneira que acredite ser o melhor. Quando tiver um foco e um nicho no seu estilo outras pessoas e marcas vão se identificando com você. Fazendo com que as pessoas te procure para parcerias. 

Importante não criar um personagem nas redes sociais e ser outra pessoa fora delas. Você pode encontrar pessoalmente alguém que te acompanha nas redes sociais. Criar personagem pode criar antipatia para seu público. Além de ser difícil de levar um personagem longe por muito tempo pode no futuro criar uma crise de imagem.

Saiba que ao definir seu estilo e nicho não quer dizer que de vez em quando não pode falar sobre outros assuntos.

Importante pensar em ter uma missão. Procure pensar como pode impactar ou mudar as vidas das pessoas. Independente do seu conteúdo. Pessoas sentem melhor quando aprende algo. Mesmo que ache fútil. Sempre terá alguém que se importa e com isso quebra a futilidade. Todo conteúdo torna relevante se passa sinceridade e imprime sua marca.

Essa é a dica de hoje! Não esqueça de deixar seu Comentário e fique de olho nas próximas dicas!

4 de abr de 2019

Pensamento sobre o Vento

Fonte da imagem : https://unsplash.com/search/photos/montains

Ar em movimento...
Carrega notícias agradáveis mas também distorcidas , garoas, neblinas, tempestades para a limpeza dos céus e furações, aqueles que se formam com os choques de seus pensamentos por vezes quente, outras frio, mudando a paisagem e nossas sensações. Mescla tuas emoções tão bem que mal posso conhecer a profundidade das batidas de seu coração, mas ninguém poderia, não é como nós, és distante e presente, não se deixa confundir ou ocupar, no alto das montanhas nos abraça, dando segurança e proteção, em alto mar conduz ondas gigantescas testando a coragem dos navegantes que se propõem a atravessar seu domínio conjunto com o colérico mar.
És calmo e compassivo e nos encoraja a todo momento, mas quando se irrita grita, mostrando sua presença e batendo portas com suas dramáticas saídas.
Não faz por mal, apenas foi encarregado desse árduo trabalho, sem ter a escolha e com o passar de seus dias foi tolerando, mas nunca se deixou esquecer da doce sensação que tinha ao planar pelo infinito com suas asas, que agora cortadas estão apenas gravadas em sua memória, sua liberdade foi retirada deixando a costumeira sensação de suavidade trancafiada em sua gaiola mental.
Cansado de andar pelo mundo soprando as estações tenta sempre que pode parar para repor suas energias, suas maratonas e caminhadas são muito mais cansativas do que bater as antigas asas. Mas toda vez que consegue uma pausa e os veleiros e moinhos descansam o homem reclama, e assim é forçado a voltar a sua solitária tarefa, vagando pelo mundo, transparente e temperamental, quem se encontra nunca o esquece, mas todos aqueles que nunca o viram não dão valor a sua existência.
Dany Danelhuk

15 de mar de 2019

Um; Erro da sociedade


 Fonte da imagem : https://unsplash.com/photos/dx_6KOtI54A
Uma voz ecoa pela escuridão, perdida e abandonada, procura por consolo, grita com toda sua força mas a única coisa que sai de seus lábios são os mesmos dizeres que foi criada ''Esta tudo bem''.  Em silêncio inunda sua alma com as salgadas lágrimas que escorrem por dentro, enquanto sua face se mantém intacta, inabalável, perfeita.
Ela não erra, não tem permissão para que isso ocorra e foi treinada muito bem para escapar do mínimo deslize com toda classe e elegância que deveria ter. Fala sempre com clareza e segurança, porque suas palavras devem ser certas e pontuais ao contrario de suas ideias que sempre inconstantes se embaralham em sua mente causando desconforto e uma vontade incontrolável de largar sua multidão pelos seus amigos fieis e verdadeiros, os livros. 
Ela é paciente, e se assim não for por livre pressão será forçada a tomar calmantes para controlar sua língua voraz que enfrenta todos os comentários abusivos e opressores que são dirigidos a ela ou a semelhantes. Ela não pode ter suas próprias ideias, elas devem ter vindo de outros pensadores e faladas da mesma forma, porque caso alguma ideia diferente do convencional ou questionamento que não se adequá ao pensamento da maioria, saia de seus lábios será fuzilada e levada a julgamento, como a diferente, como se isso fosse algum crime.
Ela não tem falhas, na verdade tem e muitas, mas todas escondidas da luz que emana, uma luz antes tão acolhedora e agora tão reveladora a espera de uma única falha para que tudo o que foi construído caia por terra.  Todos os esforços e abdicações, mas isso de fato é algo tão ruim? Estar nessa situação não é pior do que ter sua imagem perfeita destruída pela sociedade? 
Ser quem não é se torna desgastante ao passar dos anos, adquirir pensamentos e formas de agir que não se adequam a sua real personalidade bagunça sua mente e deturpa seus reais pensamentos, passamos a ser prisioneiros de nós mesmos sempre a espera de que algum dia o sofrimento acabe e finalmente a liberdade possa fazer parte daquilo que chamamos de vida.  
Mas a garota perfeita, sempre com uma máscara sobre a face, passa cada dia como outra pessoa, sorri sem sentir felicidade, sobrevive enquanto deveria ser viva.
Dany Danelhuk

3 de mar de 2019

O som do inverno



Lentos passos em meio aos troncos secos das árvores. As folhas já-se foram e o inverno já chegou. Não tenho medo de me perde nesta floresta, pois, já me perdi nas lembranças.

Avisto algo.

Há muito prego nas tabuas na ponte para meus pés descalços, atravesso às águas raras e geladas do rio para me aproximar.

Queria que você também posse ver, é tão lindo. Se te contasse não acreditaria.

Simplesmente sumiu, como uma nuvem de fumaça no meio da nebrina. Será que era uma miragem da minha imaginação?

Em meio ao silêncio consigo ouvir o som das cordas do seu violão, tocando aquela lenta canção que você sempre tocava em frente a lareira.

Agarro-me no som. Queria que isso bastasse para me aquecer, mas o fogo não pega. Somente feche os olhos.

Me sinto como uma árvore solitária no inverno. Me deito em meio as pedras mas, ainda estou em guerra com meus sentimentos em meio a ingenuidade. Está tão frio aqui. Onde você está?

Você disse que nunca me deixaria ir embora mas, você se foi.

Você ainda tem um efeito em mim que não consigo explicar. Me lembro do seu abraço, o único que conseguia me aquecer em noites frias.

Há uma parte em mim que tem esperança de quando eu voltar você está ligando a lareira em minha espera, mas não é real,  prologo essa caminhada o máximo que consigo.

Lá não parece mas um lar, apenas lembranças de algo que já se foi. Ao lado da cama tem um velho criado-mudo com um pequeno livro de olhas amarelas, dentro tem uma última lembrança de que eramos reais.

Posso tocar mas, não consigo sentir. Não é mais como me lembro. 

Estou a sua espera, apenas não demore.


15 de fev de 2019

Carta a Catarina

Fonte da foto: https://unsplash.com/photos/GYQBryEWh0Y

Querida sobrinha,
    Você ainda é muito pequena pra compreender a complexidade da vida, pra ser sincera eu ainda não consegui decifrar os segredos que ela guarda, mas em meio aos dias percebi que talvez devesse te escrever. Pode ser apenas um sonho meu, ao imaginar que um dia você lerá isso, sabe como é, sua tia tem a cabeça tão alto nas nuvens que as vezes se perde, mas hoje, estou aqui para falar sobre você.
     Minha pequena gigante, não tem nem um ano completo, com quatro dentinhos, alguns passinhos e ainda arrisca tentar dizer algumas palavras, ou pelo menos pensamos que são. Mesmo assim, com tão pouco tempo já sabe tanta coisa e passa essas preciosas informações para quem quiser aprender, basta apenas te observar, sempre sorridente e acolhedora, não faz distinção das pessoas, está sempre de braços abertos para acolher a todos em seu pequeno abraço. Olhinhos tão curiosos para aprender o máximo que  conseguir e ser alguém melhor a cada dia, sempre se movendo, nunca regredindo, jamais estagnando.
     Com tanta energia que tem dentro de si poderia gerar luz para toda uma cidade, porque você nunca para, quer sempre algo mais e nunca desiste do que realmente quer, não importa se para conquistar seu objetivo você tenha que afastar um urso de pelúcia ou tentar nos contornar para conseguir chegar perto de uma tomada, mas que fique claro, em momento nenhum deixamos que colocasse seu dedinho nela. 
      Minha ratinha, ao tempo que escrevo isso você esta dormindo ao meu lado, tranquila, pois sabe que alguém esta cuidando de você e que esse alguém sempre estará do seu lado independente do que aconteça, pois não importa se você está engatinhando suja de feijão pela casa, tentando morder seu pé ou chorando pois quer que eu te tire do chiqueirinho apesar de estar começando a chover e ter roupas no varal, sempre estarei aqui me lembrando da promessa que te fiz, que um dia eu tentarei compensar todos os seus ensinamentos, mesmo que você não saiba que os passou para mim.   

                                                              Dany Danelhuk
Mistério das Flores © . Design by FCD.